Noites Verdi: Il Trovatore

Tome nota

 

O evento “Noites Verdi: Il Trovatore” já ocorreu.

 

Expirado

ll Trovatore

Il trovatore , cuja estreia ocorreu em Roma a 19 de janeiro de 1853, é o segundo título a ser apresentado nas Noites Verdi do Festival e é, também, a segunda ópera da chamada “Trilogia Popular” do compositor italiano. Baseada no romance El Trobador, de Antonio García Gutiérrez, é uma das várias óperas verdianas cuja ação decorre em Espanha. Tem sido considerada como um dos mais veementes paradigmas da ópera romântica italiana: pelas suas extremadas paixões; pela quase contínua presença da noite; pela avassaladora importância da morte e do amor; pelo facto de se basear numa adaptação profundamente livre de episódios e personagens da Idade Média; pela presença do “exotismo” consubstanciado pela presença cigana.

Embora o personagem titular da ópera seja o trovador Manrico, a sua mais importante e desmesurada figura é a da cigana Azucena (Verdi considerou mesmo intitular a ópera Azucena), uma das mais demenciais figuras criadas pelo compositor, uma mulher de paixões e desvarios emocionais extremos que vê morrer queimada a sua mãe e mata o próprio filho. Com ela foi pela primeira vez criado aquele que viria a ser o chamado meio soprano verdiano, voz dotada de enorme extensão, com cor escura e capaz das tiradas mais enérgicas e violentas. A obra obviamente não se esgota nesta figura. A todos os principais personagens são oferecidos trechos dos mais amados, apaixonados e conhecidos da produção operática romântica: as árias D’amor sull’ali rosee , de Leonora, e Il balen del suo sorriso, do Conde de Luna, ou a enérgica tirada Di quella pira de Manrico são disso exemplo. Guerra, paixão, loucura, noite, morte, eis os ingredientes de Il trovatore.

Noites Verdi: Il Trovatore, próximas datas

O evento “Noites Verdi: Il Trovatore” já ocorreu.

As datas e horários apresentados podem sofrer alterações sem aviso prévio

Noites Verdi: Il Trovatore, localização